Contactos

Sobrevida - Cursos e Treinamentos, Serviços e Produtos

Empresa verificada
  • Pessoa de contato: Jaine Leão
  • Telefone: +55 (31) 8642-16-09, 08 ás 20 horas - Instrutor
  • +55 (31) 3363-71-64, 08 ás 17 horas - Administrativo
  • Skype: sobrevida
  • Endereço postal: avenida Luzitânia 164 Vila São Paulo, Belo Horizonte, Minas Gerais, 32210-540, Brasil

Horário de funcionamento

Renovações do site

Sobrevida - Treinando a Salvar Vidas

31/01/11

Bom Samaritanos – Socorristas no Banco do Réus

Não mais nos tempo de hoje: Bom coração … boas intenções … disposição …. princípios humanitários como imagem e marca fiel e representativa do Socorrista dos tempos modernos.

Tempo modernos, liberdade de expressão e evolução tecnológica não apenas alteraram o pensamento humano como também alteraram o comportamento social imputando responsabilidades segmentadas a este contexto.

Ao longo do tempo a marca do Socorrista se expressava pelas fibras da sensibilidade ao socorro e ao resgate daqueles que tribulavam em tais cenários.
Estas foram as caracteristicas principais dos Socorristas ao longo da história da humanidade.

Hoje porém exige-se mais do que uma sensibilidade quitenssenciada, exige-se conhecimento de causa e técnicas operacionais.

As responsabilidades pertinentes ao Socorrista Leigo e ao Socorrista Profissional da Saúde evoluíram de forma súbita assim como evoluíram a Legislação, direitos, deveres, ética.

E hoje socorrer é uma ciência.

E como tal exige-se Presença, Prudência e Perícia.

A ausência dos mesmos: Negligência, Imprudência e Imperícia tem colocado
muitos "de boas intenções" no banco dos réus.

Leigos e Profissionais da Saúde precisam se precaver para não contaminar a
consciência e também para não alargarem a fila de processos civis que tramitam nos tribunais e fóruns das capitais de nosso País.

O melhor antídoto para a Negligência é não omitir a presença, e agir em prol de uma solução, e em primeiros socorros, isto começa com um simples pedido de ajuda e presença física.

o antídoto para Imprudência é saber os limites dos deveres e direitos, bom senso e ética, e em primeiros socorros, isto se expressa em conhecer o dever de não se omitir, o direito de consetir e recusa da Vítima e o melhor momento de tomar as devidas atitudes, sem impor atos inseguros.

O antídoto para a Imperícia é o conhecimento e a prática do mesmo, e em primeiro socorros isto se espressa em estudar, treinar e aplicar técnicas através de cursos, capacitação, reciclagem e simulados.

Fique atento e não se deixe ser levado ao banco do réus,
pois como diz o ditado: "de boas intenções o inferno está cheio".

Fonte: Sobrevida

Artigos anteriores
Sobrevida - Treinando a Salvar Vidas

03/01/11